Alimentação infantil
Alimentação infantil

A alimentação e nutrição em idade escolar são importantes?

A infância constitui uma fase de desenvolvimento em que a necessidade fisiológica de nutrientes está aumentada. Neste sentido, torna-se particularmente importante fornecer às crianças uma alimentação com uma elevada qualidade nutricional, com o objetivo de promover a saúde e o adequado crescimento e desenvolvimento. Sabe-se que os indivíduos que adquirem hábitos alimentares saudáveis em idades precoces têm maior probabilidade de os manter durante toda a vida e, assim, prevenir doenças crónicas ou condições associadas ao desequilíbrio nutricional, como obesidade, diabetes, doenças cardiovasculares e problemas osteoarticulares. Nos últimos anos, a prevalência de excesso de peso aumentou de forma dramática a nível mundial, estimando-se que cerca de 170 milhões de crianças – com idade inferior a 18 anos – sejam afetadas por este problema de saúde pública. Portugal está entre os países europeus com maior número de crianças com excesso de peso.

Quais as necessidades energéticas das crianças?

As necessidades energéticas e nutricionais são estimadas com base no dispêndio energético, adicionando-lhe a energia necessária ao desempenho adequado de outras funções do organismo (ex.: manutenção da temperatura, respiração, entre outras). Desta forma as recomendações visam satisfazer todas as necessidades mantendo uma saúde ótima, assim como um adequado desempenho fisiológico visando, ainda, o bem-estar do indivíduo.

Quais os objetivos nutricionais do lanche?

As refeições intermédias devem ser constituídas por alimentos que garantem a ingestão adequada de nutrientes indispensáveis ao rendimento escolar, como sejam, os laticínios (200 ml de leite, iogurte ou 30g queijo) – por serem excelentes fornecedores de proteínas de elevado valor biológico, vitaminas e minerais, como é o caso do cálcio, tão importante na formação óssea e dentes; os cereais integrais (50 g pão de mistura ou pão escuro ou 30g de cereais integrais pouco açucarados) – por serem fonte de hidratos de carbono complexos, fornecedores de energia, vitaminam, minerais e fibras, fundamentais para o funcionamento do intestino; a fruta (1 peça de fruta média) – por serem fornecedores de vitaminas, minerais, fibra e água, com uma função protetora e reguladora do organismo.

BESbswy